terça-feira, 3 de março de 2020


FAMÍLIAS DESESTRUTURADAS NA VISÃO ESPÍRITA 
(Ataques espirituais nas famílias)
Raul Teixeira

Deus confere a instituição familiar um valor imenso para alavancar a evolução do Espírito,mas as pessoas envolvidas nesse instituto nem sempre se acham conscientes quanto a este valor.
Família equilibrada auxilia o trabalho individual dos seus membros na rota do progresso que não se deve adiar.
Grandes e variadas ordens sombrias de entidades espirituais abominam as propostas divinas que o Criador estabeleceu para incrementar o progresso dos Seus filhos. Para eles o ideal é que as  sociedades terrestres não evoluam, que sejam mantidas na ignorância intelectual quanto no relaxamento moral. Assim, poderiam manter seus pontos de apoio para a perturbação imperante no mundo
Como a família é o núcleo assistencial para o progresso da alma, admitem que seja necessário bombardeá-la, a fim de que os espíritos que reencarnam não achem nem orientação feliz, nem apoio, nem segurança, e transformem a reencarnação numa busca insofreável de prazeres e de futilidades de variados tons. Essas entidades espirituais, que investem contra a harmonia da família, valem-se das fragilidades humanas, dos impulsos irrefletidos da invigilância, das inseguranças emocionais.
Assim, encontramos verdadeiros tumultos, descompensações graves, verdadeiras guerras ao lado de problemas comuns que são plenamente concebíveis no seio da família, em virtude das diferenças individuais daqueles que aí se reúnem para o cumprimento de uma tarefa, importantíssima tarefa no campo da evolução.
Entidades perturbadoras investem negativamente sob as famílias, aproveitando-se também dos temperamentos diversos – incautos, omissos, chantagistas, depravados, superficiais, cruéis, medrosos, mentirosos, etc., o que facilita promover desespero diante das dificuldades; agressões à frente de mal entendidos; traições em face de facilidades irresponsáveis, e assim por diante, levando os membros do grupo familiar a situações aberrantes, casais à separação, quando não à criminalidade.
Esses fatores capazes de desestruturar a família podem ser mudados quando, ouvindo as propostas dos Mentores do Bem, enfatizemos a importância da família, sua função reeducadora, oportunizando o  despertar daqueles que vibram pelo progresso do grupo doméstico e não fazem tempestade num copo d’água. São os que deixam de lado picuinhas para valorizar o que é realmente grandioso, valioso e que tem sentido nobre para algum dos seus membros ou para todo o corpo familiar.
______________________
Fonte:
Desafios da Vida Familiar, Raul Teixeira, Espírito Camilo


Nenhum comentário:

Postar um comentário